Tecnologias Digitais, Formação Docente e Divulgação de Conhecimento

O estudo de diferentes tecnologias digitais proporcionou a identificação de oportunidades, tais como: pesquisa/desenvolvimento de materiais, elaboração de capacitações docentes e o desenvolvimento de disciplinas optativas para os discentes do Centro Paula Souza de nível Técnico e Tecnológico, assim, fortalecendo sintonia com as necessidades deste mercado e promovendo a empregabilidade de seus egressos nas áreas de computação. Para viabilizar as ações foi criado um grupo de trabalho multidisciplinar organizados em 04 (quatro) áreas de conhecimento:

  • Big Data
  • Inteligência Artificial (IA)
  • Internet das Coisas (IoT)
  • Realidade Imersiva
 

Objetivos

  • Fomentar o trabalho com parceiros de mercado para atender as metas do projeto nas respectivas frentes;
  • Desenvolvimento de material didático (professor/aluno);
  • Desenvolvimento de capacitação para docentes;
  • Desenvolver de Disciplinas optativas;
  • Elaborar roteiros e práticas pedagógicas (presenciais e a distância);
  • Melhorar a integração entre currículo e conhecimento nas modalidades de ensino presenciais ofertadas pelo Centro Paula Souza;
  • Propiciar melhoria de relacionamentos e integração entre as unidades, professores, alunos, ex-alunos e comunidade;
  • Divulgar e aprimorar do conhecimento técnico e científico;
  • Construir e manter ambientes virtuais com a finalidade de divulgação das informações e materiais de apoio para professores, alunos e comunidade;
  • Incentivar/orientar Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC) e Pré Iniciação Científica (Pré-IC) e produzir artigos técnico-científicos.

OCUBO

Por que esse codinome?

O CUBO é um poliedro regular contendo 6(seis) faces com as mesmas medidas, por associação 4(quatro) faces representam as áreas de tecnologia: Big Data, Inteligência Artificial, Internet das Coisas e Realidade Imersiva e as outras 2(duas) as áreas de ações: Formação Docente e Divulgação de Conhecimento. E de forma análoga faz referência ao termo "HUB de Trabalho" (cubo em inglês), conceito criado na Inglaterra, em 2005, que sintetiza um jeito contemporâneo de desenvolver o trabalho unindo independência, empreendedorismo e preocupação com o futuro.